Dia: 11 de agosto de 2015

CARTA ABERTA EM DEFESA DOS TRABALHADORES DA RÁDIO E TV CULTURA

tvcultura logo

A TV Cultura já foi considerada a experiência brasileira mais avançada no campo da TV pública, mantendo uma programação de qualidade voltada ao interesse da população sem cair no popularesco ou no sensacionalismo. A comunicação é um fator de integração e consolidação da cultura nacional, mas o sucateamento da emissora, além de significar a perda de centenas de empregos, representa a pequenez intelectual de uma elite que abriu mão de pensar um projeto nacional para o país. A crise da TV Cultura é a ponta desse iceberg.

O momento não é de medidas pontuais ou paliativas. É necessária uma ampla mobilização social para exigir do atual governo um projeto para a Rádio e TV Cultura e uma política pública para a comunicação no Estado de São Paulo. É preciso aglutinar os interessados, principalmente no poder público, em evitar o desmonte da Rádio e TV Cultura, criar um espaço de debate sobre o caráter da TV pública no Brasil e estabelecer uma política de financiamento para o setor. Assim, poderemos garantir que a TV Cultura seja um espaço mais reflexivo e criativo, fugindo da mesmice das TVs comerciais.

Assim sendo, os jornalistas e radialistas que trabalham na Rádio e Televisão Cultura solicitam do Conselho Curador, representado pelo seu presidente, Belizário dos Santos Júnior, que venha a se somar aos inúmeros brasileiros que querem salvar a TV Cultura dos ditames do mercado tradicional de comunicação e do puro e simples desmonte.

Nós, jornalistas e radialistas,  também solicitamos dos Conselheiros empenho junto ao governo do Estado e órgãos responsáveis pela política salarial do governo no sentido de obter autorização para conceder os reajustes acordados pelas categorias em suas atuais Convenções Coletivas de Trabalho.

Nossas categorias profissionais foram surpreendidas pela negativa do Codec – Conselho de Defesa dos Capitais do Estado -, que não aprovou a proposta salarial de ambas as categorias. Isso significa, na prática, um rebaixamento real de salários. Todos os trabalhadores da TV estão com seus vencimentos defasados, corroídos pela alta inflacionária desde o ano passado.

Esta situação é insustentável, compromete a qualidade do trabalho realizado, coloca todos os trabalhadores frente a uma piora da qualidade de vida e desnuda o descaso do governo atual com os profissionais, que são a carne e o sangue da emissora.

Entendemos que o reajuste pleiteado faz justiça à equipe de trabalhadores da Casa, reconhece sua importância e honra a memória de Vladimir Herzog, símbolo do jornalismo cidadão praticado pela Rádio e Televisão Cultura que completa 40 anos de seu assassinato pela ditadura militar, além Antonio Abujanra e Inezita Barroso, ícones da cultura brasileira.

Nossa intenção é única e exclusivamente a de garantir nossos legítimos interesses e, assim, manter a qualidade dos serviços prestados ao cidadão e honrar a tradição da Rádio e TV Cultura de ser uma alternativa de qualidade às empresas comerciais que se pautam pelos valores de mercado e não pelos da cidadania.

Nos manifestamos, diante deste difícil cenário, em defesa da Rádio e TV Cultura. E defendê-la é, antes de tudo, defender os salários e as condições de trabalho dos radialistas e jornalistas que fazem da emissora um exemplo para todo o país.

Anúncios

Ipiranga, Cursino e Sacomã receberão Câmara no Seu Bairro

camara-no-seu-bairro_1436808013

O objetivo da ação é dar a oportunidade aos moradores de apresentar reivindicações para melhorias na região da Subprefeitura Ipiranga

O próximo Câmara no Seu Bairro – programa realizado pelo legislativo paulistano com o objetivo de aproximar o cidadão dos vereadores – será realizado no dia 15/8 no Ipiranga, na zona sul da capital. A sessão pública começará às 9h30 no CEU (Centro Educacional Unificado) Meninos.

Durante o evento, os vereadores abrirão espaço para as sugestões e reclamações da população local. A abertura será feita pelo presidente da Câmara de São Paulo, vereador Donato (PT), que irá mediar o encontro. Logo depois, os parlamentares presentes falarão, assim como no pequeno expediente do plenário. Em seguida, abre-se para a tribuna popular, onde, por inscrição, os moradores poderão fazer suas colocações.

Todas as sessões públicas são gravadas em áudio e vídeo e são disponibilizadas no Portal da Câmara. A transcrição do evento é publicada no Diário Oficial da Cidade para que todas as propostas apresentadas fiquem registradas.

Anote na sua agenda e compareça!

Serviço:
Câmara no Seu Bairro – Ipiranga
Data: 15 de agosto
Horário: 9h30
Local: CEU Meninos (rua Barbinos, n° 111)

Ipiranga vai completar 431 anos

DSC05722

O Ipiranga, um dos bairros mais tradicionais de São Paulo, programou uma série de eventos para festejar os 431 anos do distrito. Berço histórico da Independência do Brasil, o Ipiranga é visitado por pessoas de todos os Estados brasileiros que buscam conhecer a verdadeira história do país. Muitas ruas, casarões e museus têm impressos fatos históricos do Ipiranga.

A data oficial em que se comemora o aniversário é o dia 27 de setembro, mas há atrações agendadas já no início do mês. Organizada pela Comissão dos Festejos do Bairro do Ipiranga, a agenda festiva conta com alguns eventos realizados pela Subprefeitura Ipiranga.

DSC_0857No dia 26 de setembro, às 10h30, no Mercado Municipal, na Rua Silva Bueno, acontece o Concurso de fotografia com o tema “Lixo – Contrastes e Soluções Criativas no Ipiranga”. O objetivo é despertar novos talentos na arte de fotografar e retratar condições ambientais da região, além de divulgar a atuação do Conselho de Meio Ambiente.

O Desfile Cívico, Militar e Estudantil, organizado pela Subprefeitura, será realizado no dia 27 e começará às 8h30 na Rua Silva Bueno, n° 2109. Aproximadamente cinco mil pessoas comparecem para prestigiar o evento e observar o desfile da Marinha, Exército, Aeronáutica, Polícia Militar, Batalhão de Policiamento de Trânsito e a Guarda Civil Metropolitana, grupos escolares, terceira idade, entre outros.

São mais de 20 atrações programadas, como corridas, concurso Miss Ipiranga, Miss e Mister Melhor Idade, Feira do Livro, jantar dançante, shows de música, encontro de corais e a Exposição Variação do Corpo Selvagem-Antropólogo Viveiros de Castro, no Sesc-Ipiranga.

Receita de um poeta dadaísta

Pegue um jornal.
Pegue a tesoura.
Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja dar a seu
poema.
Recorte o artigo.
Recorte em seguida com atenção algumas palavras que formam esse
artigo e meta-as num saco.
Agite suavemente.
Tire em seguida cada pedaço um após o outro.
Copie conscienciosamente na ordem em que elas são tiradas do saco.
O poema se parecerá com você.
E ei-lo um escritor infinitamente original e de uma sensibilidade graciosa,
ainda que incompreendido do público.

 

A “receita” acima foi dada pelo poeta romeno Tristan Tzara, um dos principais representantes do movimento artístico e literário que surgiu por volta de 1916 em Zurique, em seu último manifesto, para fazer um poema dadaísta.