NOVA PRODUÇÃO DE ERYK ROCHA, “MARCHA À RÉ” É EXIBIDA NA ABERTURA DO VI SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO, CULTURA E SOCIEDADE DO ESPETÁCULO

Comissionada pela 11ª Bienal de Berlim, a performance-filme “Marcha à Ré”, feita pelo Teatro da Vertigem em colaboração com Nuno Ramos e filmada por Eryk Rocha, abre a programação do 6º Seminário Comunicação, Cultura e Sociedade do Espetáculo em exibição exclusiva. Após a transmissão, será realizado um debate com o dramaturgista do Teatro da Vertigem Antonio Duran e o cineasta e documentarista brasileiro Eryk Rocha, filho do renomado cineasta Glauber Rocha.

Este novo trabalho do grupo consistiu na realização de uma intervenção artística site-specific na cidade de São Paulo. A partir de todo material colhido durante a filmagem, o resultado foi o curta-metragem “Marcha à Ré”, que teve sua estreia mundial na 11ª Bienal de Berlim, em 5 de setembro de 2020, e estreia no Brasil durante o Festival Internacional de Artes Cênicas Porto Alegre em Cena. Trata-se de um cortejo fúnebre de veículos, com aproximadamente 120 automóveis, que se deslocou em sentido inverso do usual, em marcha à ré. Nele, os motoristas-participantes completaram um trajeto que partiu da Avenida Paulista e terminou no Cemitério da Consolação, com o hasteamento de uma bandeira, figurando uma das imagens da “Série Trágica”, de Flávio de Carvalho, e com o trompetista Richard Fermino tocando, sobre o pórtico do cemitério, o hino nacional brasileiro, porém ao revés. Além disso, foram incluídos no cortejo quatro veículos de serviços funerários, dois no início e dois ao final. Durante o percurso houve uma dramaturgia sonora criada por Érico Theobaldo, ao som de respiradores utilizados no tratamento de pacientes com coronavírus, que necessitam de ventilação mecânica em unidades de terapia intensiva (UTI).Confira a programação completa do 6º Seminário Comunicação, Cultura e Sociedade do Espetáculo.

Coletivo Inflamável faz estreia presencial do espetáculo Margarida Contra Tanques

Com público limitado por meio de convites Coletivo Inflamável faz estreia presencial do espetáculo Margarida Contra Tanques.

A estreia acontece no dia 16 de outubro às 19h no Centro Cultural Mestre Lula. O trabalho teve uma pré-estreia virtual, em meio a pandemia de Covid-19 no ano de 2020, no YouTube do Centro Cultural Bom Jardim, agora com a flexibilização das atividade e com o avanço da vacina o coletivo lança o trabalho presencialmente, fazendo uma circulação em sedes de associações pelo território do Granja Bom Jardim, periferia de Fortaleza, dentre elas o Centro Cultural Mestre Lula, O Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza, A Associação Ideal e a Associação Nossa Casa Mãe África.

Feira da Mulher Empreendedora Heliópolis

OPORTUNIDADE!!!

💡Ei você empreendedora da quebrada… venha participar como expositora na:

Feira da Mulher Empreendedora Heliópolis

Iniciativa da Subprefeitura do Ipiranga, TEIA Heliópolis e CEU Heliópolis.

Link para inscrição:
https://bit.ly/feiramulherempreendedora

Gratuito!

onsulta pública sobre o Samba de Roda do Recôncavo Baiano vai até 15 de outubro

Samba da Barquinha/ Foto: Luiz Santos

População pode se manifestar sobre parecer de revalidação via postal, e-mail ou formulário digital

Samba de Roda do Recôncavo Baiano (BA) vai passar por um processo de revalidação do título de Patrimônio Cultural do Brasil. Com a publicação do extrato de parecer técnico no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (16), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) abriu prazo de 30 dias para que a população se manifeste sobre a revalidação do bem cultural. Qualquer pessoa pode participar e opinar sobre o tema até o dia 15 de outubro.

Para a revalidação do título de Patrimônio Cultural do Samba de Roda do Recôncavo Baiano (BA), o Iphan elaborou, em parceria com organizações diretamente envolvidas e pesquisadores, o parecer de revalidação, que trata das transformações pelas quais passou o bem cultural nos últimos anos.

O parecer aponta as transformações pelas quais o bem cultural passou, enfatizando, contudo, que suas principais referências culturais e aspectos culturalmente relevantes permanecem vigentes. O documento destaca ainda modificações em aspectos técnicos (vestuário e instrumentos musicais); a valorização e o protagonismo da mulher sambadeira; os processos de aprendizagem; entre outras.

Há um conjunto de mudanças positivas, aponta o parecer. O aumento do número de grupos e a intensificação da mobilização social dos detentores são algumas das transformações. Além disso, a compreensão cada vez mais apurada dos mecanismos públicos de financiamento e apoio ao seu Patrimônio Cultural, bem como a disposição das comunidades para dialogar com diversas esferas públicas, compõem a lista de rearranjos em curso na vivência das detentoras do Samba de Roda.

Manifestações

As manifestações podem ser realizadas via formulário digital disponível ao final da matéria. Detentores, organizações e cidadãos de qualquer idade podem se manifestar por meio do correio eletrônico dpi@iphan.gov.br ou via correspondência, enviando propostas para o Departamento de Patrimônio Imaterial – Diretor – SEPS Quadra 713/913, Bloco D, 4º andar – Asa Sul -Brasília – Distrito Federal – CEP: 70.390-135.

Ao término dos 30 dias, as eventuais manifestações sobre o parecer de revalidação serão integradas ao processo a fim de subsidiar a avaliação do bem registrado. O processo será encaminhado ao Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, que decidirá sobre a Revalidação do Título de Patrimônio Cultural do Brasil.

No entanto, em regra, uma eventual perda do título é uma hipótese remota. Por exemplo, esse seria o caso em que o bem a ser salvaguardado não mais existisse ou se os detentores não demonstrassem interesse em seguir adiante com a relação que o registro estabelece entre eles e o Estado, o que não é o caso do Samba de Roda do Recôncavo Baiano, como o parecer destaca.

Sobre o bem

O Samba de Roda do Recôncavo Baiano é uma expressão musical, coreográfica, poética e festiva das mais importantes e significativas da cultura brasileira. Exerceu influência no samba carioca e, até hoje, é uma das referências do samba nacional. O Samba de Roda foi inscrito do Livro de Registro das Formas de Expressão, em 2004. Está presente no estado da Bahia e é especialmente forte e mais conhecido na região do Recôncavo, a faixa de terra que se estende em torno da Baía de Todos os Santos. Em 2005, a Unesco reconheceu esse bem imaterial como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

Serviço:
Samba de Roda do Recôncavo Baiano (BA)
Data: de 16 de setembro a 15 de outubro de 2021
Para se manifestar por meio de formulário digital, clique aqui.
E-mail: dpi@iphan.gov.br
Acesse aqui o parecer de revalidação

6º Seminário Comunicação, Cultura e Sociedade do Espetáculo

No dia 13/10, terá início o 6º Seminário Comunicação, Cultura e Sociedade do Espetáculo! No evento, serão apresentadas pesquisas no âmbito da Comunicação e Sociedade do Espetáculo que discutem a situação atual da cultura e momentos históricos da sociedade brasileira. Confira a programação completa e se inscreva: https://cspr.me/evento-VI-seminario

#Paulista900#UniversoCásper#UniversoCasper#Comunicacao#Comunicação#CasperLibero#CásperLíbero#Casper#Cásper#Graduação#Graduacao#Faculdade#Vestibular#Vestibular2022#PaulistaAvenue#AvenidaPaulista#AvPaulista#SociedadeDoEspetaculo