O dia em que Jerri Adriani cantou na Casa de Cultura

Gilberto da Silva

Numa tarde de setembro de 2010, Jerri Adriani surpreendia seus fãs que lotaram a Casa de Cultura Chico Science, então com a coordenadoria do meu colega Paulo Cassa, para assistir numa tarde da semana um show maravilhoso. Jerri esbanjou simplicidade e humildade.  Jair Alves de Souza que nasceu em 29 do janeiro de 1947, no bairro do Brás, em São Paulo, não hesitou em tirar fotografias e selfs com a predominante plateia de terceira idade. Jerri entrou no palco e desfilou sucessos dos bons tempos da juventude de quem estava na plateia.

Jerry Adriani, ídolo da Jovem Guarda, morreu neste domingo (23/04) no Rio de Janeiro, aos 70 anos. Ele enfrentava um câncer e estava internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. Recentemente, o cantor também sofreu uma trombose em uma das pernas.

Durante o show, Jerri contou um pouco da sua história, de seus sucessos e da sua relação com outros artistas em, até então, mais de 45 anos de carreira.  Apenas como ilustração, contou como Raulzito (Raul Seixas) e os Panteras atuaram como banda de apoio de Jerry por três anos. O cantor gravou músicas de Raul (”Tudo que é bom dura pouco”, “Tarde demais” e “Doce doce amor”) e foi produzido pelo maluco beleza entre 1969 e 1971.

O primeiro disco foi “Italianíssimo”, quando cantava músicas em italiano, algo que seguiu fazendo em toda a carreira.

Em 1965, o cantor passou a gravar em português, com músicas reunidas no disco “Um grande amor”.

O cantor da Jovem Guarda cantou e levantou o público da terceira idade e deixou o romantismo tomar conta da plateia enquanto resgatava os grandes sucessos da Jovem Guarda, como Doce Doce Amor.

Jerri Adriani também atuou no cinema, cantando e interpretando em “Essa gatinha a minha” (com Peri Ribeiro e Anik Malvil); “Jerry, A grande parada”; e “Jerry em busca do tesouro” (com Neyde Aparecida e os Pequenos Cantores da Guanabara).

Com certeza todos e todas que estiveram ali naquela tarde, 24 de setembro de 2010, na Casa de Cultura Chico Science, no Ipiranga, São Paulo, saíram mais felizes e contentes por estar perto de um ídolo.

Projeto Solos em Cena

De 21 a 30 de abril, o Teatro Armando Gonzaga  recebe o Projeto Solos em Cena, uma parceria entre a Cia Plúmbea e a Cia Teatro Vivo, que consiste em apresentações dos espetáculos A Arte de Enterrar seus Mortos, inspirado no mito de Antígona de Sófocles, com Ana Cecilia Reis e Francisco, um santo sem órgãos, inspirado na vida de São Francisco de Assis com textos de Antonin Artaud, com Rodrigo Carvalho.

Serviço:

Francisco, um santo sem órgãos: de 21 a 23 de abril, às 19h. sextas, sábados e domingos.
R$20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia).

Sinopse: Em um mundo devastado pelo ódio e a maldade, um homem opta deixar sua vida burguesa, vivendo com o mínimo possível e pregando amor. A obra de Francisco de Assis sob um prisma científico, com texto criado a partir de biografias escritas após a sua morte e com fragmentos do poeta francês Antonin Artaud. Roteiro e atuação: Rodrigo Carvalho. Direção: Ana Cecilia Reis e Rodrigo Carvalho.

A Arte de Enterrar seus Mortos: de 28 a 30 de abril, às 19h.
sextas, sábados e domingos.
R$20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia).

Sinopse: Uma mulher grita. Com o que resta de suas forças, joga um punhado de terra sobre o corpo morto de seu irmão. E assim, se faz uma criminosa. A história de Antígona, a princesa banida, que retorna à sua terra natal para cumprir os rituais fúnebres de seu irmão. Mas sua manifestação de amor fraterno a torna uma fora da lei, e como tal, será julgada. Texto e direção: Ronaldo Ventura. Atuação: Ana Cecilia Reis.

 

Endereço: Av. Gal Osório Cordeiro Farias, 511 – Marechal Hermes – RJ

Sem latinos em Cannes 2017

SELEÇÃO OFICIAL DE CANNES 2017

Grandes nomes da cinematografia contemporânea integram a Seleção Oficial da 70ª edição do Festival de Cannes, que vai acontecer de 17 a 28 de maio. Ao todo, 18 filmes vão disputar a Palma de Ouro, nenhum latino americano. Embora o Brasil, que brilhou em 2016 com Aquarius de Kléber Mendonça Filho, não participe da disputa principal, Vazio Do Lado de Fora de Eduardo Brandão Pinto (Universidade Federal Fluminense) competirá na Seleção Cinéfondation, voltada a curtas-metragens produzidos em escolas de cinema com o objetivo de encontrar novos talentos. Outra novidade é que a atriz Sandrine Kiberlain será a presidente do júri da Câmera de Ouro, função já desempenhada por nomes como Wim WendersTim RothAbbas KiarostamiAgnès Varda e o brasileiro Cacá Diegues. O júri da Câmera de Ouro é responsável pela escolha do melhor primeiro longa metragem da Seleção Oficial, da Quinzena dos realizadores e da Semana da Crítica. O presidente do júri principal será o espanhol Pedro Almodóvar.

Fonte: Embaixada da França no Brasil

Meu bom José

Sempre ouvi esta música cantada pela Rita Lee (eu acreditava que ela era a autora da letra) aliando um misto de religiosidade e romantismo. Sabia que a referência era Jesus. Mas lendo as entrelinhas, as metáforas da canção, situando-a historicamente, podemos entender que podia também estar a referir-se as centenas de Josés que tiveram que sair do Brasil rumo ao exílio. Mas, em verdade, o autor da música original “Joseph” foi Georges Moustaki – compositor francês de origem grega – e brilhante Nara Leão fez a versão em português “Meu Bom José”, interpretada primeiramente pela Rita Lee, nos anos 70.

José
Olha o que foi meu bom José
Se apaixonar pela donzela
Dentre todas a mais bela
De toda sua Galiléia

Casar com Deborah ou com Sarah
Meu bom José você podia
E nada disso acontecia
Mas você foi amar Maria

Você podia simplesmente
Ser carpinteiro e trabalhar
Sem nunca ter que se exilar
De se esconder com Maria

José
G. Moustaki . Versão Nara Leão)
RITA LEE

e o que foi meu bom José
Se apaixonar pela donzela
Dentre todas a mais bela
De toda a sua Galiléia

Casar com Débora ou com Sara
Meu bom José, você podia
E nada disso acontecia
Mas você foi amar Maria

Você podia simplesmente
Ser carpinteiro e trabalhar
Sem nunca ter que se exilar
De se esconder com Maria
Meu bom José você podia
ter muitos filhos com Maria
E teu ofício ensinar
Como teu pai sempre fazia

Por que será, meu bom José
Que este teu pobre filho um dia
Andou com estranhas idéias
Que fizeram chorar Maria

Me lembro às vezes de você
Meu bom José, meu pobre amigo
Que dessa vida só queria
Ser feliz com sua Maria.

MÚSICA FRANCESA
Joseph
Georges Moustaki
http://letras.mus.br/georges-moustaki/1226911/

Joseph
Georges Moustaki
Voilà c que c est, mon vieux Joseph
Que d avoir pris la plus jolie
Parmi les filles de galilée
Celle qu on appelait Marie

Tu aurais pu, mon vieux Joseph
Prendre sarah ou Déborah
Et rien ne serait arrivé
Mais tu as préféré Marie

Tu aurais pu, mon vieux Joseph
Rester chez toi, tailler ton bois
Plutôt que d aller t exiler
Et te cacher avec Marie

Tu aurais pu, mon vieux Joseph
Faire des petits avec Marie
Et leur apprendre ton métier
Comme ton père te l avait appris

Pourquoi a-t-il fallu, Joseph
Que ton enfant, cet innocent
Ait eu ces étranges idées
Qui ont tant fait pleurer Marie?

Parfois je pense à toi, Joseph
Mon pauvre ami, lorsque l on rit
De toi qui n avais demandé
Qu à vivre heureux avec Marie.

 

Debate: Percepções políticas das periferias de São Paulo

Debate: Percepções políticas das periferias de São Paulo
O que pensam os moradores das periferias de São Paulo sobre a política, o trabalho, os serviços públicos e os espaços de sociabilidade, como a família e a igreja? Procurando responder a questões como essa, a Fundação Perseu Abramo divulgou recentemente os resultados da pesquisa “Percepções e valores políticos nas periferias de São Paulo”. Um dos achados mais discutidos da pesquisa foi a presença de valores liberais nas visões de mundo dos entrevistados. Porém, se de um lado eles veem o Estado como inimigo e o mérito como ferramenta para melhorar de vida, por outro eles reconhecem a importância de políticas públicas como o Bolsa Família e o Passe Livre. Para conhecer melhor este trabalho, o Instituto Casa da Cidade convidou Jordana Dias Pereira, socióloga que contribuiu com a pesquisa da Fundação Perseu Abramo, para apresentá-lo em debate na próxima quinta-feira, 20/04, às 19h. Os professores Eduardo Marques (Centro de Estudos da Metrópole/FFLCH-USP) e Pablo Ortellado (EACH-USP) comentarão os dados. A mesa será coordenada por Nabil Bonduki, professor da FAU-USP e diretor-presidente do nosso instituto. Não perca!
Confirme presença no evento do Facebook e convide seus amigos e amigas: https://www.facebook.com/events/242860742849684/

Data: 20/04, quinta-feira, 20hs
Local: Instituto Casa da Cidade
Rua Rodesia, 398 Vila Madalena

Nanopartículas magnéticas aplicadas ao tratamento do câncer


O Parque CienTec fica na Avenida Miguel Stéfano, 4.200,  Água Funda-SP.

CEP 04301-904.

O estacionamento situa-se em frente ao Zoológico.

O acesso pode ser feito pela entrada ao lado do estacionamento ou pela portaria principal.

Para quem vai de transporte público:
A 15 minutos da estação São Judas do Metrô, ônibus 4742-10, Jardim Clímax

ou, da estação Santos-Imigrantes, ônibus Jardim Zoológico.

Reforma Trabalhista

Além da crescente desvalorização salarial e perda de direitos, os servidores da Prefeitura de São Paulo, tal como os demais funcionários do setor público no país, vêem-se ainda mais ameaçados em suas condições de vida e manutenção de suas carreiras, em razão das perspectivas da anunciada Reforma da Previdência e da

Em vista disto, para aprofundarmos nosso conhecimento sobre a situação e nos prepararmos para a necessária resistência a mais prejuízos e violações que se prenunciam, a Anis está chamando a todos para um Seminário sobre a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista, aí incluído o problema das Terceirizações, e seus impactos sobre o servidor e os serviços públicos.

Também debateremos o andamento das negociações salariais com o novo governo, quanto às reivindicações de caráter geral e as referentes aos servidores de Nível Universitário.

Neste momento, a participação de todos é decisiva e indelegável. Convoque seus colegas e amigos. O evento destina-se a todos os servidores da Prefeitura de São Paulo e a todos que defendem o fortalecimento da previdência pública, do servidor público estável, da qualidade dos seus serviços e do seu democrático controle social. 

O evento ocorrerá na sala Sérgio Vieira de Melo, subsolo da Câmara Municipal, dia 26/4, às 18 h.

Tributo a Tim Maia na Vila Butantan

tributoatim

Entrada gratuita:

No dia 21 de abril, às 17h30, a Vila Butantan traz mais uma atração gratuita para o público: banda Monalizza toca Tim Maia. Formada há 17 anos, a banda de soul, funk e R&B há 5 anos presta esta homenagem ao cantor, passando por todas as fases de sua carreira, em um show emocionante e dançante.

A Vila Butantan é um espaço de revitalização e convivência no bairro do Butantã, que possui um mix de trucks, lojas, serviços e restaurantes, que atrai um público de todas as idades e pets – já que a entrada dos animais de estimação é permitida.

SERVIÇO VILA BUTANTAN

Endereço: Rua Agostinho Cantu, 47 – Butantã

Telefone: (11) 3564-8731
Horário de funcionamento: todos os dias às 11h; fechamento sábado 22h e domingo 21h

Aceita cartões de crédito, débito e dinheiro
Entrada gratuita
Site: www.vilabutantan.com.br

Facebook: www.facebook.com/vilabutantan
Instagram: @vilabutantan
Snapchat: vilabutantan
Capacidade: 3 mil pessoas

Pet Friendly

 

Sobre a Vila Butantan

A Vila Butantan é um espaço de convivência que aposta no novo viver a cidade. Localizado perto do metrô Butantã, na Rua Agostinho Cantu 47, o empreendimento é formado por contêineres marítimos reciclados, dispostos de uma maneira moderna e convidativa, para que o público se divirta em uma área sustentável e humanizada. Com foco na qualidade de vida e bem-estar, celebrando o bairro e ressignificando a cidade, a Vila Butantan oferece um food park, restaurantes, lojas com produtos e serviços exclusivos e diversificados, galeria a céu aberto e eventos para toda a família.

Salada de laranja (ou Tangerina), Abacate e Folhas Verdes

Salada de laranja (ou Tangerina), Abacate e Folhas Verdes

 

Ingredientes:

¼ colher (chá) de casca de laranja ralada

¼ xícara (chá) de suco de laranja

½ xícara (chá) de óleo

2 colheres (sopa) de açúcar

2 colheres (sopa) de vinagre

1 colher (sopa) de suco de limão

sal a gosto

6 xícaras (chá) de folhas verdes variadas (rúcula, agrião, alface) em pedaços pequenos

1 pepino pequeno fatiado

1 abacate sem casca, cortado em fatias

2 laranjas em gomos, cortados ao meio sem sementes

2 colheres (sopa) de cebolinha picada

 

Modo de preparo:

Coloque os 7 primeiros ingredientes num recipiente e misture bem.

Arrume os outros ingredientes (folhas verdes, pepino, abacate, laranjas e a cebolinha) em uma travessa, despeje o molho e sirva.

 

RENDIMENTO: 7 PORÇÕES

PESO DA PORÇÃO: 160g

VALOR CALÓRICO DA PORÇÃO: 285,9 cal