Viagens

Socorro: é pra lá que eu vou…

Verão na cidade de Socorro (SP) conta com atividades para toda a família

 Destino reúne turismo de aventura, ecológico, rural e histórico

Hotel fazenda ecológico na cidade de Socorro

 Não faltam opções de atividades ao ar livre para aproveitar o verão na estância turística de Socorro, localizada a 110 km de Campinas e 132 km de São Paulo, na Serra da Mantiqueira. Mesmo sendo conhecida como a “Cidade da Aventura”, turistas de todas as idades e de todos os estilos – não só os fãs de adrenalina – têm entretenimento garantido pela região.

 Os mais aventureiros podem optar por praticar rafting no Rio do Peixe, boia cross, stand up paddle,canoagem, rapel, escaladas, arvorismo, mountain bike e down hill, fazertrekking em trilhas, grutas e cachoeiras, andar a cavalo em paisagens espetaculares, descer em tirolesas, realizar passeios ecológicos de bote,caving na Caverna do Quebra Corpo e visitar a Gruta do Anjo. Crianças e adultos ainda podem explorar a natureza de Socorro em passeios de pedalinho, triciclo,charrete e bicicleta. É também na cidade que fica localizada uma das mais longas tirolesas do Brasil, com um quilômetro de extensão, cortando os estados de São Paulo e Minas Gerais.

 Já para diversão em família,pode-se optar por passar um dia no Centro de Lazer Pitauá, que além de possuir playground infantil, oferece passeios a cavalo e pescaria esportiva, em um espaço rodeado por mais de 19 hectares de natureza. O restaurante do local, que conta com um menu que preserva as raízes do interior, com pratos típicos da região socorrense, completa a experiência.

 A melhor opção para quem deseja conhecer diferentes pontos turísticos da cidade em um só dia é escolher um dos roteiros da empresa de turismo receptivo Reis Turismo. Todos os passeio ssão realizados em um Caminhão Safari, que oferece conforto e segurança para todos os passageiros. São experiências históricas, rurais, culturais e ecológicas. Dentre os passeios estão um city tour com paradas na antiga estação ferroviária, em casarões do fim do século XVIII e na Igreja Matriz, uma degustação de queijos, pães caseiros e doces, com opção de andar a cavalo,visitação à cachaçaria orgânica Alambique, onde é explicado o processo de produção da cachaça, com degustação de produtos, ida ao Mirante do Cristo, com vista panorâmica espetacular de Socorro, e um dia em uma fazenda para conhecer sobre o processo de cultivo do café e provar um verdadeiro café da tarde caipira.

Mais informações sobre a cidade podem ser obtidas em www.socorro.tur.br.

Anúncios

#cataratasday – Poste fotos e vídeos das Cataratas do Iguaçu e deixe a internet mais bonita

cataratas

Esta quarta-feira (11) é o Dia das Cataratas. Ou, na linguagem das mídias sociais, é o #cataratasday, para comemorar mais um aniversário da data em que as Cataratas do Iguaçu foram eleitas uma das Novas 7 Maravilhas da Natureza. É dia de publicar fotos e vídeos para compartilhar com amigos e familiares, usando ahashtag #cataratasday2015, e, para quem mora em Foz do Iguaçu e região, é dia também de fazer selfies nas Cataratas. E, o que é melhor, com transporte e entrada no parque de graça.

Os ônibus sairão em dois horários (8h, com retorno às 11h, e 13h30, com retorno às 17h), de quatro locais da cidade: do Gramadão da Vila A, do Bosque Guarani, da Praça da Bíblia e da praça em frente ao antigo Boulevard (hoje Uniamérica). O convite é para todos. A ideia é levar ao Parque Nacional do Iguaçu cerca de mil pessoas, para garantir que seja superado o recorde brasileiro de selfies em um mesmo dia, num único atrativo turístico.

Nas Cataratas, as fotos deverão ser feitas no Espaço Naipi, onde estarão auditores do RankBrasil – Sistema de Homologação de Recordes Brasileiros. Serão eles que validarão o novo recorde brasileiro. O RankBrasil é uma empresa independente, que atua há 15 anos em todo o País, registrando exclusivamente recordes brasileiros, nas mais diversas categorias.

50 milhões em ação

Além do recorde de selfies, a ação #cataratasday2015, desenvolvida em conjunto pelo Brasil e Argentina, pretende impactar pelas mídias sociais 50 milhões de pessoas, no mundo inteiro. A ideia é que quem já tem fotos ou vídeos da visita às Cataratas poste no Facebook, no Instagram, no Twitter e em outras mídias sociais, compartilhando a experiência com amigos e familiares. No ano passado, foram impactadas 30 milhões de pessoas.

O mote da campanha de incentivo à postagem de fotos e vídeos nas redes sociais, este ano, é “Eu amo (coração) as Cataratas. Juntos deixamos a internet mais bonita”. O material foi preparado em português, espanhol e inglês. Para a divulgação da hashtag, as peças incluem posts que podem substituir, por exemplo, as fotos de perfil (badge) nas redes sociais, ou a de fundo no Facebook.

15 lugares para visitar que revelam a história de São Paulo

Confira uma linha do tempo formada por construções e lugares emblemáticos da metrópole

O obelisco Mausoléu dos Heróis de 32 –. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

“Viaduto do Chá e Praça da Sé são só alguns dos lugares representativos e históricos de São Paulo”, afirma a estudante Nathalia Gorga, que visitou o centro de São Paulo por dois dias e ficou encantada com o que encontrou por lá. “A Catedral da Sé e o Theatro Municipal também contam muita história”, completa.

A capital paulista, fundada em 1554, ainda conserva espaços e construções emblemáticas que contam a sua trajetória até alcançar o posto de maior metrópole do Hemisfério Sul. Isabela Rossi trabalhou seis meses no centro da cidade e afirma que foi o suficiente para respirar a história de São Paulo. “Sempre que chegava à (rua) Libero Badaró, eu era remetida a várias épocas diferentes”, diz.

Confira uma linha do tempo com lugares que contam um pouco dos 461 anos da cidade:

1. 1554 – A data não podia ser melhor representada do que pelo Pateo do Collegio, local emblemático, localizado no centro da São Paulo, onde teve a cerimônia oficial de fundação.

2. 1598 – Quer regressar para este ano, visite o Mosteiro de São Bento. Ele faz referência aos beneditinos que chegaram à cidade neste ano. Em 1634, foi criada a Abadia e a capela foi dedicada a São Bento. Foi nele que o Papa Bento XVI ficou hospedado durante sua visita ao país.

3. 1825 – Passear pela Rua 25 de Março não é só prazeroso por encontrar muita variedade de produtos, que vai de roupas a enfeites, a preços populares! A rua remete ao ano 1825, data de seu surgimento, quando imigrantes árabes abriram as primeiras lojas no local. Além disso, o nome faz alusão à data da criação da primeira constituição brasileira outorgada pelo imperador D. Pedro I.

4. 1827 – Com um Brasil já independente (1822), a cidade de São Paulo ganha uma importante instituição, a Academia de Direito, localizado no Largo São Francisco. Foi responsável por formar figuras públicas importantes, que protagonizaram movimentos que marcaram a história do país, como as Diretas já.

5. 1834 – Quem visita o Solar da Marquesa, no centro da capital paulista, faz uma viagem a 1834, data em que a marquesa de Santos, amante do imperador Dom Pedro I, comprou o sobrado.

6. 1890 – A data marca a fundação da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Hoje é considerado o maior centro de negociação com ações da América Latina.

Região do Anhangabaú, no Centro da cidade. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

7. 1891 – É neste ano que é inaugurada a avenida mais famosa da cidade, Avenida Paulista, local onde os barões do café – ouro negro que movimentou a economia brasileira no século XIX – construíram suas mansões. Algumas dessas construções foram consideradas Patrimônios Históricos, como a residência de Joaquim Franco de Mello construída em 1905 (fica no número 1919 da Avenida) e a Casa das Rosas, que era a casa de Ernesto Dias de Castro, com a primeira construção datada em 1935. (fica no número 37).

8. 1901- A data também é marcada pela fundação da Estação da Luz, inspirada na Abadia de Westminster, de Londres. Por ela, passaram figuras ilustres e os imigrantes que chegaram à cidade no século XX. Bem próximo a ela, está o Museu da Língua Portuguesa.

9. 1910 – A data é um marco entre a velha e a nova cidade de São Paulo, delimitada pelo Vale do Anhangabaú. Até a data de independência do país (1822), a área era uma chácara de propriedade do Barão de Itapetininga, onde os moradores vendiam chá e agrião. Para chegar ao outro lado do morro era preciso atravessar a Ponte de Lorena, que em 1855 se transformou na Rua Formosa. A urbanização veio com o projeto de construção do Viaduto do Chá, em 1877.

10. 1929 – Uma visita ao Edifício Martinelli, idealizado pelo italiano Giuseppe Martinelli, faz uma alusão a data, que marca a fundação do primeiro arranha céus da América Latina. A construção fica no centro de São Paulo, entre as ruas São Bento, a famosa Avenida São João e a Rua Libero Badaró.

11. 1932 – Uma passada pelo jardim que aponta para a Avenida 23 de Maio, onde está localizado o Obelisco do Ibirapuera (Obelisco Mausoléu) é voltar para o ano de 1932 e recordar a Revolução Constitucionalista. O monumento foi inaugurado em 1955 e guarda os corpos de alguns dos combatentes. O nome da Avenida também faz referência à data que marca a morte dos quatro estudantes (Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo).

12. 1933 – A data traz a imagem de um delicioso sanduíche de mortadela. Foi neste ano que foi inaugurado o Mercado Municipal de São Paulo, o conhecido Mercadão, que funciona na Rua 25 de Março.

13. 1938 – A data remete ao surgimento da Estação Júlio Prestes, importante via para o transporte dos produtos da indústria cafeeira. O nome faz alusão ao ex-presidente do Brasil, Júlio Prestes.Hoje, ela abriga a sede da Secretaria de Cultura de São Paulo e a Sala São Paulo.

14. 1954 – É o ano que comemora os 400 anos da cidade de São Paulo. Por esse motivo, a capital inaugurou o Parque Ibirapuera, o mais conhecido e frequentado parque da cidade. Junto a ele, foi inaugurado o Monumento às Bandeiras.

15. 1954 – O 4º centenário da capital também é comemorado com a inauguração da Catedral e da Praça da Sé. Em frente à Catedral, está o Marco Zero, monumento de mármore em forma de hexágono com um mapa das estradas que partem de São Paulo a outros estados.

Frente do Solar da Marquesa de Santos. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

Fonte: SPTURIS

Fotografias de uma certa Cambará

Por Gilberto da Silva

Rumo ao norte do Paraná, Miro um amigo, parente, gente boa, boa praça e trabalhador envia-me algumas fotos da pequena e saudosa Cambará – PR. Sabedor que lá passei a minha infância, clica generosamente alguns prédios antigos na esperança de que eu lembre daquelas arquiteturas..

Analisei cada uma numa tentativa de rememorar idos tempos. Até recorri à minha querida mãe para voltamos ao passado.

Alguém mais ajuda no desvendamento das fotos e lugares????

IMG-20150113-WA0002

Foto 1 -Frente de um Hotel. Não sei se era o mesmo. O nome deve ter mudado. Em que rua Fica?

A Kimie, minha querida prima, exm-moradora da cidade e hoje em Santa Catarina, avisa-me que antigamente este hotel chamava-se Hotel Central.

IMG-20150113-WA0001

Foto 2 – Igreja Matriz. Qual o nome? Ali ainda permaneci – creio – a CRUZ colocada pelos missionários que visitaram a cidade na década de 1960

Segundo Kimie, a Igreja Matriz chama-se Igreja Nossa senhora das Graças.

IMG-20150113-WA0005

Foto 3 – Vaga lembrança de posto de gasolina. Ou ilusão?

IMG-20150113-WA0003

Foto 4 – Igreja Matriz. No fundo à esquerda fica a Santa Casa. Eu passava, virava e fazia o sinal da cruz….

IMG-20150113-WA0006

Foto 5 -Quase pensei que poderia ser a casa de meu amigo João. Mas não deve ser…

IMG-20150113-WA0007

Foto 6 – Que escola é essa?

IMG-20150113-WA0009

Foto 7 – Qual armarinhos? em que rua?

IMG-20150113-WA0010

Foto 8 – Devo ter cruzado esta esquina muitas vezes perdido em meus pensamentos….

IMG-20150113-WA0011

Foto 9 – É o prédio da Prefeitura???? Se for continua igual…..

A Prefeitura, segundo, Kimie é a prefeitura. Nada mudou….

IMG-20150113-WA0008

Foto 10 – A mesma escola?

Bom as fotos 6 e 10 são do colégio Dr. Generoso Marques  que fica bem na praça Central, hoje denominada Dr. Miguel Diniso (médico famoso na cidade na época em que lá morei)

Viajar é preciso, aproveite!!!

Final de semana em Monte Verde – MG

Olá pessoal, aqui estamos em mais uma empreitada. Desta vez com o intuito de proporcionar uma melhor qualidade de vida para todos. E de uma forma muito agradável: viajando!
Conheço o Afonso, diretor da Afontur, há 20 anos e posso com certeza apontá-lo como um empreendedor de respeito. A Afontur sempre pautou-se em oferecer o melhor para seus clientes em seus passeios rodoviários.

Estamos, agora, nesta nova parceria e iniciamos com um belo passeio aos verdes montes de Minas, a cidade de Monte Verde. Abra o anexo ou vá ao link abaixo:

http://www.afontur.com.br/destinos/monteverde.htm

Faça um contato conosco!

Gilberto da Silva
11-3455-9296
11-91286378

SERRA DO CIPÓ

JUNHO E JULHO NA SERRA DO CIPÓ TEM
VINHO DE GRAÇA PARA OS HÓSPEDES.

 

 

 

O Parque Estadual da Serra do Cipó
está localizado a 80 Km de Belo Horizonte, abrangendo os municípios de
Jaboticatubas, Santana do Riacho, Morro do Pilar e Itambé do Mato Dentro. O belíssimo
cenário é formado por vegetais, vasta amostra de campos rupestres, mata de
galeria, cerrado, cachoeiras, trilhas e aproximadamente 1.600 espécies de
flores. O clima é tropical com verões frescos e inverno sem chuvas, sua
temperatura média é de 21ºC. Mais de 50 cachoeiras preservadas, trilhas,
piscinas naturais para banhos no Rio Cipó, pousadas charmosas e ótima música.
Esportes de aventura, pinturas rupestres e vestígios de turismo histórico
também poderão ser conferidos.

 

Nos próximos 45 dias, de 1 de
junho a 15 de Julho acontece na serra do Cipó, o Festival de Vinhos. Quem se
hospedar por lá nesse período, ganhará uma garrafa de vinho por apartamento. O
Vinho é da Casa Rivas Merlot 2005. O Festival de Vinho é realizado pela Serra
do Cipó Convention & Visitors Bureau em parceria com as pousadas Canto das
Águas, Cipó Veraneio Hotel, Estalagem da Serra Pousada, Fazenda Monjolos
Pousada, Pousada Carumbé, Pousada Chão da Serra, Pousada Fazenda do Engenho,
Pousada Varandas da Serra, Pousada Villa Verde, Recanto da Serra e Rancho Cipó
Pousada Rural. Informações e reservas pelo e-mail festival@visiteaserradocipo.com.br
/ www.visiteaserradocipo.com.br.