15 lugares para visitar que revelam a história de São Paulo

Confira uma linha do tempo formada por construções e lugares emblemáticos da metrópole

O obelisco Mausoléu dos Heróis de 32 –. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

“Viaduto do Chá e Praça da Sé são só alguns dos lugares representativos e históricos de São Paulo”, afirma a estudante Nathalia Gorga, que visitou o centro de São Paulo por dois dias e ficou encantada com o que encontrou por lá. “A Catedral da Sé e o Theatro Municipal também contam muita história”, completa.

A capital paulista, fundada em 1554, ainda conserva espaços e construções emblemáticas que contam a sua trajetória até alcançar o posto de maior metrópole do Hemisfério Sul. Isabela Rossi trabalhou seis meses no centro da cidade e afirma que foi o suficiente para respirar a história de São Paulo. “Sempre que chegava à (rua) Libero Badaró, eu era remetida a várias épocas diferentes”, diz.

Confira uma linha do tempo com lugares que contam um pouco dos 461 anos da cidade:

1. 1554 – A data não podia ser melhor representada do que pelo Pateo do Collegio, local emblemático, localizado no centro da São Paulo, onde teve a cerimônia oficial de fundação.

2. 1598 – Quer regressar para este ano, visite o Mosteiro de São Bento. Ele faz referência aos beneditinos que chegaram à cidade neste ano. Em 1634, foi criada a Abadia e a capela foi dedicada a São Bento. Foi nele que o Papa Bento XVI ficou hospedado durante sua visita ao país.

3. 1825 – Passear pela Rua 25 de Março não é só prazeroso por encontrar muita variedade de produtos, que vai de roupas a enfeites, a preços populares! A rua remete ao ano 1825, data de seu surgimento, quando imigrantes árabes abriram as primeiras lojas no local. Além disso, o nome faz alusão à data da criação da primeira constituição brasileira outorgada pelo imperador D. Pedro I.

4. 1827 – Com um Brasil já independente (1822), a cidade de São Paulo ganha uma importante instituição, a Academia de Direito, localizado no Largo São Francisco. Foi responsável por formar figuras públicas importantes, que protagonizaram movimentos que marcaram a história do país, como as Diretas já.

5. 1834 – Quem visita o Solar da Marquesa, no centro da capital paulista, faz uma viagem a 1834, data em que a marquesa de Santos, amante do imperador Dom Pedro I, comprou o sobrado.

6. 1890 – A data marca a fundação da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Hoje é considerado o maior centro de negociação com ações da América Latina.

Região do Anhangabaú, no Centro da cidade. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

7. 1891 – É neste ano que é inaugurada a avenida mais famosa da cidade, Avenida Paulista, local onde os barões do café – ouro negro que movimentou a economia brasileira no século XIX – construíram suas mansões. Algumas dessas construções foram consideradas Patrimônios Históricos, como a residência de Joaquim Franco de Mello construída em 1905 (fica no número 1919 da Avenida) e a Casa das Rosas, que era a casa de Ernesto Dias de Castro, com a primeira construção datada em 1935. (fica no número 37).

8. 1901- A data também é marcada pela fundação da Estação da Luz, inspirada na Abadia de Westminster, de Londres. Por ela, passaram figuras ilustres e os imigrantes que chegaram à cidade no século XX. Bem próximo a ela, está o Museu da Língua Portuguesa.

9. 1910 – A data é um marco entre a velha e a nova cidade de São Paulo, delimitada pelo Vale do Anhangabaú. Até a data de independência do país (1822), a área era uma chácara de propriedade do Barão de Itapetininga, onde os moradores vendiam chá e agrião. Para chegar ao outro lado do morro era preciso atravessar a Ponte de Lorena, que em 1855 se transformou na Rua Formosa. A urbanização veio com o projeto de construção do Viaduto do Chá, em 1877.

10. 1929 – Uma visita ao Edifício Martinelli, idealizado pelo italiano Giuseppe Martinelli, faz uma alusão a data, que marca a fundação do primeiro arranha céus da América Latina. A construção fica no centro de São Paulo, entre as ruas São Bento, a famosa Avenida São João e a Rua Libero Badaró.

11. 1932 – Uma passada pelo jardim que aponta para a Avenida 23 de Maio, onde está localizado o Obelisco do Ibirapuera (Obelisco Mausoléu) é voltar para o ano de 1932 e recordar a Revolução Constitucionalista. O monumento foi inaugurado em 1955 e guarda os corpos de alguns dos combatentes. O nome da Avenida também faz referência à data que marca a morte dos quatro estudantes (Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo).

12. 1933 – A data traz a imagem de um delicioso sanduíche de mortadela. Foi neste ano que foi inaugurado o Mercado Municipal de São Paulo, o conhecido Mercadão, que funciona na Rua 25 de Março.

13. 1938 – A data remete ao surgimento da Estação Júlio Prestes, importante via para o transporte dos produtos da indústria cafeeira. O nome faz alusão ao ex-presidente do Brasil, Júlio Prestes.Hoje, ela abriga a sede da Secretaria de Cultura de São Paulo e a Sala São Paulo.

14. 1954 – É o ano que comemora os 400 anos da cidade de São Paulo. Por esse motivo, a capital inaugurou o Parque Ibirapuera, o mais conhecido e frequentado parque da cidade. Junto a ele, foi inaugurado o Monumento às Bandeiras.

15. 1954 – O 4º centenário da capital também é comemorado com a inauguração da Catedral e da Praça da Sé. Em frente à Catedral, está o Marco Zero, monumento de mármore em forma de hexágono com um mapa das estradas que partem de São Paulo a outros estados.

Frente do Solar da Marquesa de Santos. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

Fonte: SPTURIS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s