Day: 9 de outubro de 2015

Nota da RAiZ- Movimento Cidadanista contra o projeto de reorganização escolar elaborado pelo Governo do Estado de São Paulo

Tornamos pública nossa indignação e nosso repúdio à medida do Governo do Estado de São Paulo que surpreendeu pais, alunos, professores e funcionários ao anunciar o plano intitulado de “reorganização escolar”, fruto de um processo antidemocrático no qual nenhum daqueles que serão mais afetados por tal política foram consultados.
A medida causa grande descontentamento, uma vez que, se aplicada, resultará em graves prejuízos para a educação paulista já tão precarizada.


A reorganização escolar, segundo nota da Secretaria de Educação-SP, visa “ampliar o número de escolas com um único ciclo, o que favorece a gestão das unidades e possibilita a adoção de estratégias pedagógicas focadas na idade e fase de aprendizado dos alunos”. No entanto, na prática o objetivo central da medida é o corte de verbas, já que centenas de escolas serão fechadas e haverá o remanejamento de mais de um milhão de alunos, concentrando a demanda em determinadas unidades e ocasionando o fechamento de outras.


A medida prejudicará diversos constituintes das escolas estaduais: professores temporários serão demitidos, já que haverá menos aulas para atribuir, trabalhadores terceirizados por comporem uma categoria mais frágil também serão descartados, a superlotação das salas de aula continuará e aumentará, as distâncias percorridas até a escola aumentarão significativamente, corre-se o risco de diminuição na oferta para o ensino noturno e para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), ou da precarização dos mesmos.


As manifestações que têm ocorrido contra o projeto já estão sendo alvo de repressão policial. A PM-SP tem feito uso do spray de pimenta e do cassetete para parar manifestantes e jornalistas. Mais uma demonstração da gestão antidemocrática e repressora que tem sido a do PSDB no estado.
Portanto, nos posicionamos terminantemente contra mais uma medida pública de sucateamento da educação capitaneada por Geraldo Alckmin e pela gestão do PSDB.


Colocamo-nos à disposição para somar esforços nessa luta juntamente com a comunidade que também se indigna e movimenta contrariamente a mais esta medida arbitrária do Governo Alckimin, obtendo como resposta apenas as prisões, agressões e spray de pimenta da Polícia Militar paulista.

RAiZ – Movimento Cidadanista

Foto de RAiZ - Movimento Cidadanista.

Taiguara, o libertário romântico

taiguaracapacd

Hoje eu trago as marcas do meu tempo para falar de um artista, poeta, músico que marcou minha vida, pois”quem se fecha, não se acha”. Nascido em 9 de outubro de 1945, no Uruguai, por acaso do destino (seu pai o bandoneonista e maestro Ubirajara Silva realizava uma temporada de shows em Montevidéu), o cantor e compositor Taiguara Chalar da Silva foi um dos artistas mais perseguidos no Brasil, com 68 músicas censuradas, ao final da sua carreira.

“eu não nasci pra viver mentindo
sorrir em troca e morrer fugindo”

Taiguara cresceu no Brasil, morou no Rio de Janeiro e aos quinze anos veio pra São Paulo.  Trabalhou com Cesar Camargo Mariano, Jongo Trio, Luiz Chaves do Zimbo, “bambas” do samba-jazz. Mas se consagrou mesmo no final da década de 60 pelas participações bombásticas em festivais e grandes sucessos nacionais (“Hoje”, “Universo No Teu Corpo”, “Viagem”, “Berço De Marcela”, “Teu Sonho Não Acabou”, “Que As Crianças Cantem Livres”).

Taiguara entrou na dança e não saiu. Precisava muito da arte, cantar, musicar e nas suas redes falar da liberdade. Ele foi um dos símbolos da resistência à censura, além de ter sido um dos maiores prejudicados por essa ação do Governo Federal. O músico se exilou por conta própria por duas vezes do país, uma das vezes indo para Londres. Quando finalmente voltou a cantar no Brasil, em meados dos anos 80, não obteve mais o grande sucesso de outros tempos. Faleceu em 14 de fevereiro de 1996 devido a um persistente câncer na bexiga.

“Eu prefiro música menos barulhenta. Gosto de Taiguara porque ele canta o tipo da música que vai e volta, mas está sempre presente”. (Ray Conniff, 1970)

Se “eu soubesse naqueles dias o que sei agora”, muito teria feito na minha vida ouvindo minhas canções preferidas. Bem, agora eu vou embora porque o tempo forte quebra as vidraças…  Só fechem os livros quem aprendeu e que as crianças cantem livremente por estes país.

918658089-o-sucesso-do-cantor-taiguara

Curta a Fan Page do cantor e compositor Taiguara, mantida pela sua família:
https://www.facebook.com/taiguarachalardasilva

Sitio:

http://www.taiguara.art.br/