Mês: março 2017

Plenária: Impacto da Reforma da Previdência nos direitos da população brasileira

Anúncios

Plantio Global acontece neste domingo em mais de 10 países

Evento organizado pelos Cades regionais da cidade de São Paulo será no Parque Municipal Chácara do Jockey

 

Os Cades Regionais Vila Mariana e Butantã, as Prefeituras Regionais Vila Mariana e Butantã e a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente convidam para o Plantio Global – uma ação colaborativa e comunitária para promover o plantio de árvores nativas na metrópole -, neste domingo (19), a partir das 10h, no Parque Municipal Chácara do Jockey, no Butantã (Zona Oeste).

 

O Plantio Global congrega diversos grupos que já realizam plantios em suas localidades. Os objetivos do evento são incentivar mais pessoas a participar desses grupos, ampliar a conscientização sobre as práticas de ambientais, viabilizar a troca de experiências e conhecimento e auxiliar a construção de políticas públicas para o setor. Voluntários estarão no parque para ajudar a todos no processo. É importante não esquecer o protetor solar e garrafinhas d’água. Participantes de qualquer idade são muito bem-vindos!

 

Neste ano, mais de 60 cidades em 10 países participarão do Plantio Global simultaneamente. Em São Paulo, o evento tem apoio do Fórum de Sustentabilidade do Butantã e de todos os envolvidos no processo de organização – conselhos de Butantã, Jabaquara, Lapa, Pinheiros, Mooca, Santo Amaro e Vila Mariana, associações, movimentos e iniciativas socioambientais da cidade.

 

A iniciativa do Plantio Global partiu do Cades/Agenda 2030 Vila Mariana e envolveu o poder público, outros conselhos, iniciativas locais e, principalmente, a sociedade civil no intuito de promover a oportunidade de as pessoas experimentarem, por meio do plantio coletivo, uma outra relação com as árvores e com o espaço público.

 

A questão do meio ambiente em São Paulo é complexa. A cidade tem atualmente 2,6m²/habitante de áreas verdes, enquanto a recomendação da OMS/ONU é de 12m²/habitante.

 

Temos de estar preparados para solucionar a agenda verde concomitantemente com a agenda marrom, que trata de infraestrutura básica para a população. O aumento da flora nativa traz enormes benefícios socioambientais, entre eles a melhoria no ciclo d’água, filtra partículas tóxicas, diminui a temperatura, provê apoio e alimento para a avifauna e pessoas, proporciona bem-estar e biodiversidade, além de contribuir para atenuar os efeitos das mudanças climáticas – todos problemas sérios de grandes centros densamente construídos.

 

O Cades (Conselho de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Cultura de Paz) é baseado nas ações voltadas para a concretização da Agenda 2030 e das metas dos ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável). Os conselhos são ligados à Secretaria do Verde e do Meio Ambiente em cada uma das prefeituras regionais e é composto pela sociedade civil e pelo poder público para apoio local no desenvolvimento de políticas que promovam a sustentabilidade urbana.

Nas redes sociais:

Use as Hashtags: #plantioglobal #globalplanting #plantaciónmundial

Se conecte no Facebook: https://www.facebook.com/groups/ampliacaodamataatlantica

Serviço:

Evento: #PlantioGlobal

Quando: 19 de março, domingo, a partir das 10 h

Onde: Parque Municipal Chácara do Jockey – Rua Santa Crescência, portão 4 (GCM)

 

Você pode chegar …

De bicicleta – Ciclovia Eliseu de Almeida, venha com sua bicicleta e use a Linha Amarela do Metrô Linha para chegar até a estação Butantã

De ônibus – ligue para o telefone 156 ou veja as linhas no site da SPTrans

De carro – pela Av. Prof. Francisco Morato, chegando na Rua Santa Crescência (estacionar na rua)

 

9º Prêmio CET de Educação de Trânsito

 

 

A Companhia de Engenharia de Tráfego – CET de São Paulo está realizando o 9º Prêmio CET de Educação de Trânsito,

que tem por objetivo incentivar a reflexão, a criatividade e a produção de trabalhos voltados para a segurança no trânsito.

 

Poderão participar estudantes (educação infantil a universitário), professores, terceira idade,

motoristas, motociclistas, ciclistas e cidadãos maiores de 16 anos,

que residam ou estudem na cidade de São Paulo.

 

Serão premiados 3 participantes em cada uma das 14 categorias, da seguinte forma:

 

1º lugar – R$5.000,00 (cinco mil reais)

2º lugar – R$3.000,00 (três mil reais)

3º lugar – R$2.000,00 (dois mil reais)

 

O edital com todas as informações necessárias pode ser acessado no site da CET www.cetsp.com.br onde, também, serão realizadas as inscrições no período de 15 de março a 17 de maio de 2017.

 

Dúvidas ou maiores informações premiocet@cetsp.com.br .

 

 

Centro de Treinamento e Educação de Trânsito – CETET

Companhia de Engenharia de Tráfego – CET

QUICHE DE LEGUMES DO DIVINO FOGÃO

BAR DO GIBA

QUICHE DE LEGUMES DO DIVINO FOGÃO

Ingredientes

Massa:                
2 ½ xícaras Farinha de trigo
¾ xícara Margarina com sal
1 Unidade Gema
2 Colheres Leite
Sal a gosto
Recheio:                              
½ Xícara Brócolis em tiras
½ Xícara Cenoura em rodelas
½ Xícara Palmito em rodelas
½ Unidade  Cebola ralada
2 Dentes  Alho picado
Sal a gosto
Creme:                 
2 Unidades  Ovos
1 caixinha de creme de leite
50g Queijo parmesão ralado
100g Mussarela
Noz moscada e sal a gosto

Modo de preparo
Preparo Recheio:
Cozinhar os legumes com um pouco de sal até ficar al dente. Cortar os palmitos em rodelas e reservar.
Em uma panela colocar o alho e a cebola, deixar dourar, colocar os legumes e refogar por dois minutos, desligar o fogo, colocar o palmito e reservar.
Preparo do creme:
Bater todos os ingredientes no liquidificador, menos o parmesão ralado.
Preparo Massa:       
Em uma tigela colocar 2 xícaras da farinha de trigo, o sal, a margarina, e a gema e o leite, juntar os ingredientes delicadamente até formar uma massa lisa, acrescentando o restante da farinha conforme necessário, até a massa soltar dos dedos. Abrir a massa com o rolo, colocar na forma com fundo falso.
Montagem:
Não precisa pré-assar, nem deixar descansando, nem levar a refrigeração, apenas colocar o recheio, colocar o creme, para finalizar polvilhar o parmesão ralado. Levar ao forno médio 160ºC por 20 minutos. Desenformar após alguns minutos e servir.
Dica do Chef: pode trocar os legumes acima, pelos de sua preferência, seguindo o mesmo passo a passo.

Tempo de Preparo:   45 minutos
Rendimento: 8 porções

Dica do DIVINO FOGÃO

Nem só delícias encontraremos no jardim

“O Jardim das Delícias” (detalhe do “Inferno”), c 1500, óleo sobre painel Museu do Prado, Madrid

Por Gilberto da Silva
Tem gente que gosta de criar animais de estimação. Aos pequenos (em algumas ocasiões nem tanto..) dedicam um amor quase incondicional. Outras pessoas preferem adotar políticos de estimação.
Tem pessoas que gostam de cultivar flores. Preparam e cultivam enormes jardins, regam suas folhas e pés com uma militância insaciável. Outras pessoas preferem cultivar filósofos, mesmo sem nunca ter lido um capítulo de suas obras..
Uns mais afetados pelo dia a dia das decepções alheias procuram descarregar suas iras nas redes sociais. Menos mal, poderia praticar maus-tratos em algum animal, ou em algum filósofo.
Outros preferem procurar um Guia espiritual, alguém que o indicará ao reino do céu, com ou sem cobrança de pedágio. Geralmente a coisa se resume numa conta fracionária. E binária. No céu tudo é alegria e no inferno tudo é tristeza. Dê muito céu a um incauto que ele reduzirá sua fração num inferno.
O desapontamento, a decepção, ou toda forma de descrédito, uma hora chega e bate na sua porta ou no seu quintal. É possível que nesse precioso momento não encontrarás mais o político, o filósofo ou o guia espiritual de plantão.
Gosto, diz o ditado, não se discute. Mas também não é bom provar sempre.

Lágrimas revolucionárias

Por Gilberto da Silva

Ficamos a chorar isoladamente em nossos pequenos cantos, pequenos espaços, miúdas águas. Ficamos a chorar nossas lágrimas em nossos pequenos córregos e não juntamos todas estas lágrimas para torná-las um grande rio. Se juntarmos todas as lágrimas caídas isoladamente as transformaremos em um mar de revolução.
As lágrimas nos libertam. As lágrimas fluem em sentidos. Lágrimas aliviam estresse e tensão. Lágrimas limpam as tristezas e abrem espaços para as alegrias. As lágrimas rolam junto com os nossos problemas.
Desviando Paulo Freire afirmo: ninguém liberta ninguém quando chora sozinho; as lágrimas juntas se transformam em revolução.

 

A Revolução Soviética e a formação do Partido Comunista do Brasil (PCB)

lenin

A Revolução Soviética e a formação do Partido Comunista do Brasil (PCB)
Debate Cedem
14/03/17 – 3ª feira – às 18h30

Em homenagem aos 95 anos de fundação do Partido Comunista do Brasil (PCB), oficializada durante um congresso realizado em março de 1922, o primeiro Debate CEDEM de 2017 reúne especialistas para abordar essa importante fase da história política nacional. O surgimento do PCB, à esquerda da política dominante, deveu-se muito a ação do jornalista Astrojildo Pereira. Bastante influenciado pela Revolução Soviética de 1917, Astrojildo rompe com o movimento anarquista. Cria, na sequência, a revista Movimento Comunista, primeira do gênero no país. Ele foi a Moscou defender a legitimação do PCB pela Internacional Comunista. Em 1924, o Partido passou a ser a “Seção Brasileira da Internacional Comunista”, o que equivalia a pertencer ao movimento mundial da revolução do proletariado.

Expositores:
Prof. Dr. João Quartim de Moraes – Doutor pela Fondation Nationale de Science Politique da Academia de Paris; professor titular aposentado da Universidade Estadual de Campinas. Desenvolveu pesquisas e publicou artigos e livros nas áreas de história da filosofia antiga, teoria política, materialismo, marxismo, instituições brasileiras, entre outros temas.

José Luiz Del Roio – Vice-presidente do Instituto Astrojildo Pereira (IAP) e ex-senador da República Italiana. É escritor e ativista político.

Mediação:

Prof. Dr. Antonio Thomaz Júnior – Professor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp, Câmpus de Presidente Prudente; Coordenador do Centro de Memória, Documentação e Hemeroteca Sindical “Florestan Fernandes” (CEMOSi); publicou artigos e livros nas áreas de trabalho, geografia, desenvolvimento territorial, entre outros temas.

Debate Cedem
A Revolução Soviética e a formação do Partido Comunista do Brasil (PCB)
Data e horário: 14/03/2017, 3ª feira às 18h30
Local: Praça da Sé, 108 – 1º andar (metrô Sé)
Informações: (11) 3116–1701
Inscrições gratuitas: http://www.cedem.unesp.br/#!/evento1
E-mail: eventos@cedem.unesp.br
http://www.cedem.unesp.br
https://www.facebook.com/Cedem_unesp_oficial-718842781598083

Não olhai as estrelas

poemadomaiak

Por Gilberto da Silva

É duro viver no dantesco mundo dos oportunistas. Nem as estrelas poupam. Miram o Sol todos os dias para consumir a energia solar em toda a sua potencialidade. Não perdem um lanche. Não atrasam um trem.  Cavam seus espaços na arquitetura falida dos que optam por uma vida honesta. Oportunistas são hábeis manipuladores.

Não há necessidade de ficar olhando estrelas para observar oportunistas no universo. Há uma constelação deles vagando por nossas ruas. E não são aliens.  Não há necessidade de procurar no espaço infinito. Os oportunistas estão perto dos nossos olhos, no espaço das nossas vivências. o oportunista é um tentador no sentido de ser um agente da tentação.

Falando de um tipo específico de oportunistas, Lenin em O oportunismo e a falência da II Internacional (1916), afirma que o oportunismo é primeiro um estado de espírito, depois uma tendência e numa fase final, um grupo ou camada da burocracia operária a que se juntam companheiros pequeno-burgueses: “O social-chauvinismo é o oportunismo acabado. Ele amadureceu para uma aliança aberta, frequentemente vulgar, com a burguesia e os estados-maiores. E é precisamente essa aliança que lhe dá uma grande força e o monopólio da imprensa legal e da mistificação das massas” escreveu em certo trecho.

Egoísta, o oportunista não dá espaço para você.  Ele sempre vai dar um jeitinho para te chamar de trouxa. Onde encontrar um oportunista? Procure quem pratica caixa dois, quem realiza subornos de fiscais, quem comete sonegação fiscal, quem fura filas, quem compra ou vende produtos sem nota fiscal, quem comete fraudes contábeis, quem te induz  a erro, quem pratica formação de cartéis, quem comete plágio, quem realiza superfaturamentos, quem explora o trabalho infantil, quem contrata funcionários sem carteira assinada, quem costuma se apropriar do trabalho alheio, quem comete assédio moral e assédio sexual, quem manipula seus amigos ou funcionários, ou quem pratica danos ao meio ambiente, quem está sempre dando um jeitinho, entre outros tantos exemplos.

Os oportunistas estão sempre à espreita para golpes e contragolpes, portanto, não fique parado olhando estrelas…

Negri e Hardt são tema de reflexão na FESPSP

viewimage-aspx

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) oferece curso de extensão sobre povo, Estado e território.

Introduzir os alunos na obra dos autores Antonio Negri e David Hardt é a proposta do curso de extensão O Império e a Multidão – Uma reflexão a partir de Negri e Hardt, da FESPSP, que aborda os principais conceitos dos autores sobre império, multidão, subjetividade e o comum.
O curso será desenvolvido a partir do conceito de povo, estado e território desenvolvido por Thomas Hobbes, em O Leviatã, e a partir desta perspectiva serão abordados os conceitos trabalhados por Negri e Hardt sobre a nova ordem mundial. “Abordamos a perspectiva sobre as subjetividades produzidas por este contexto de capitalismo contemporâneo. Além de abordar o conceito de comum, que é debatido no último livro dos autores e a sua relação com os conceitos de império e multidão”, explica o professor Thiago da Silva Prada.
As aulas são voltadas a pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação, especialmente bacharéis em Ciências Sociais, Pedagogia, Biblioteconomia, Ciências da Informação, História, Geografia, Jornalismo, Letras, Artes, Filosofia, Comunicação, Psicologia, Educação e Serviço Social. Voltado, também, a professores das diversas áreas de saber e níveis de ensino.
Mais informações pelo telefone 3123-7800 ou 3123-7823 ou pelo e-mail extensao@fespsp.org.br.
Serviço
Curso de Extensão: O Império e a Multidão – Uma reflexão a partir de Negri e Hardt 
Local: Campus FESPSP – Rua General Jardim, 522 – Vila Buarque, São Paulo – SP
Período: 11 de março a 01 de abril de 2017.
Horário: Sábados, das 9h às 13h.
Carga Horária: 16 horas
Docentes: Prof. Me. Thiago da Silva Prada e Profa. Patricia Cucio Guisordi
Sobre Prof. Me. Thiago da Silva Prada
Possui graduação em Psicologia pela Universidade São Marcos (2008). Especialização em Filosofia Contemporânea e História pela UMESP (2010). Especialização em Sócio-Psicologia pela FESPSP (2011). Mestre em Ciências Sociais pela PUC-SP (2015). Escritor e poeta, publicou dois livros de poesia: Os Céus de Van Gogh (2014) e Da Noite Sem Fim – poéticas sobre tristezas e assombros (2015). Texto retirado da plataforma Lattes em 02/03/2017.
Sobre Profa. Patricia Cucio Guisordi
Mestranda em Ciências Sociais pela PUC-SP e pesquisadora da área de mobilização política na Internet. Patricia atua como consultora na área social com foco em mobilização, participação e articulação de redes. Seus últimos trabalhos estão relacionados a compreensão das dinâmicas sociais e seus impactos na realidade. Atuou como facilitadora e mobilizadora em iniciativas para o investimento social nas áreas de meio ambiente, esporte, direitos humanos e juventude. Texto retirado da plataforma Lattes em 02/03/2017.