Mês: julho 2017

Crise do capitalismo é discutida em curso de extensão da FespSP


Panorama sobre uma das principais crises econômicas internacionais é realizado em aulas que começarão no dia 10 de agosto. 

 

Os fundamentos clássicos da análise da crise – tendo como referencial a obra O Capital de Karl Marx – aliados a uma análise do contexto histórico atual, com a fase que se abre a partir de 2008, o curso “A Crise do Capitalismo”, que começará na FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo) no dia 10 de agosto de 2017, pretende dar aos alunos um panorama sobre a crise econômica no plano internacional.

 

O docente Iuri Tonelo explica que para isso, as aulas partem da compreensão acerca das raízes econômicas da inflexão de 2008, seja na análise dos economistas que argumentam sobre sua gênese nos anos 1970, seja refletindo a reestruturação produtiva e as transformações econômicas nos anos de neoliberalismo. “A partir disso, buscaremos compreender a crise atual e em que sentido aponta se desenvolver, abordando como tem afetado o Brasil, mas também os novos fenômenos políticos em escala internacional, como a ascensão de Donald Trump e os impactos no capitalismo mundial”, explica.

 

As aulas têm como objetivo dar fundamentos sobre o conceito de crise econômica (crise da reprodução ampliada do capital) e introduzir bases e o contexto que fizeram com que se deflagrasse em 2008 uma das mais importantes crises da história do capitalismo, qualificada por alguns estudiosos como “grande recessão”. Além de compreender a dinâmica da crise atual e suas consequências sociais no fenômeno da desigualdade.

 

O curso é voltado a profissionais do setor público e privado, bacharéis de diferentes áreas, tais como: Ciências Sociais, Direito, Economia, História, Geografia, Jornalismo, Letras, Artes, Filosofia, Comunicação, Psicologia, Educação, Serviço Social e interessados em geral. Voltado, também, a professores das diversas áreas de saber e níveis de ensino. Mais informações pelo telefone 3123-7800 ou 3123-7823 ou pelo e-mail extensao@fespsp.org.br

 

Serviço

Curso de Extensão de Férias – A Crise do Capitalismo

Local: Campus FESPSP – Rua General Jardim, 522 – Vila Buarque, São Paulo – SP.

Período: 10 de agosto a 5 de outubro de 2017.

Horário: Quintas-feiras, das 19h às 22h30.

Carga Horária: 32h

Docente: Iuri Tonelo

Anúncios

Receitas Leco contra o desperdício

Vasculhando meu baú de inutilidades públicas, onde armazeno bobagens e afins, desavisadamente encontro um pequeno livro, não datado – pequeno erro cometido em muitas publicações, impresso em papel reciclado e com muitas dicas/receitas sobre o reaproveitamento de alimentos.

O livro denominado Receitas Leco – A Receita é Aproveitar tem 24 páginas e 20 receitas.

Agosto vem ai e eu estou de olho…

Por Gilberto da Silva

Agosto, mesmo a contragosto está chegando. Eu, quieto, ficarei no meu posto. Atento. Reflexivo. Noites densas, dias tensos. Mês do cachorro louco e das quedas de presidentes.  ( e eu aqui fazendo figa…).  Irei começar o mês rezando ou confessando, pois dia 04 é dia do Padre. Vou ao médico sabendo que no dia 5 é o Dia Nacional da saúde: vou aproveitar um dia antes para orar pelo SUS, pelos convênios e pela decência.

Agosto, do latim augustus (oitavo mês do calendário gregoriano) ainda tem Lava-jato? Dia 11 é o dia do Magistrado, claro,  a toga vem primeiro que o advogado no dia 12…  Aproveitarei e pedirei no dia 11 para o Garçom trazer mais uma, boa, gelada para afogar as mágoas e espantar a tristeza. Noites densas…. Dias quentes…. Estudante, esqueça seu dia… estudante não precisa de dia na nossa nova louca e vã filosofia que refletirei bastante no dia 16 em homenagem a Sócrates, Platão, Hegel. Kant e Neném Prancha.

Dia dos Pais no mesmo dia do economista – procede: precisamos conciliar essas duas características para nosso consumo diário. No dia 20 vai ter festa na maçonaria e eu não fui convidado ( se alguém por aqui passar por lá, avise-me. E no dia 22 vou curtir o folclore nacional e celebrar um pouco do que nos resta de cultura para curtir a infância no dia 24, irei numa feira e respeitarei o soldado no dia 25 e irei ao psicólogo no dia 27, pois de loucura em loucura vamos vivendo.

O bancário no dia 28 que me perdoe pois vou voar nas asas de alguma ave retirada de alguma avicultura e voando para setembro e a primavera entrar!

 

Canção De Agosto Emilinha Borba

Há quem diga que agosto
é um mês que traz desgosto
deve ser superstição
uma simples brincadeira
ou apenas impressãoPois pra quem vivi contente
mês de agosto não existe
mais pra quem não é feliz, ai,ai
até fevereiro é triste

Todos nós podemos ter
um desgosto um desengano
em qualquer hora do dia
em qualquer dia do mês
em qualquer mês do ano

 

 

 

 

Folha Seca em Paraty

Paralelamente à programação da Flip 2017 – viva Lima Barreto! – no sábado acontece em Paraty um encontro de autores, às 18h, com roda de samba a partir das 21h. “Folha Seca em Paraty”, busca reproduzir o clima bacana da livraria mais charmosa do Rio e é capitaneado pelo produtor Raphael Vidal, com apoio da Editora Autografia, da própria Livraria Folha Seca e da Editora Mórula.

Entre os confrades autores, presenças confirmadas de Luiz Antonio Simas, Alberto Mussa, Fernando Molica, Marcelo Moutinho, Raphael Vidal, Caroline Peres Couto, Janaina Marquesine, Zeh Gustavo, Hermes Honorato, Regina Valente, Marcos Contrucci, Nivea Oliveira, Paulo Chaves, Dirce Mello, Adel José, Tina Correa e Patricia Porto. É ótima oportunidade de conhecer o trabalho dos autores e adquirir livros como “Pedagogia do suprimido”, lançado em 2a edição, em 2015, pela Autografia.

Entre a Cruz e a Espada

Não vou ficar na linha de tiro nessa discussão entre o papai partido e seu filho partido (debate Lula/PT x PSOL). Sabe aquela história do pai que botou pra fora seu filho rebelde…. pois é, nenhum dos dois nunca pedirá perdão ou ambos apertarão as mãos e a família – que sofre nessas ocasiões –  só terá paz após a morte de um deles… Fim de jogo!

Curiosamente lembrei da seguinte letra:

Velho Bandido

Sérgio Sampaio

Eu que sou filho de um pai teimoso
Descobri maravilhado que sou mentiroso
Sou feio, desidratado e infiel, bolinha de papel
Que nunca vou ser réu dormindo
Eu descobri como um velho bandido
Que já tudo está perdido neste céu de zinco
Eu que só tenho essa cabeça grande
Penso pouco, falo muito e sigo pr’adiante
Descobri que a velha arca já furou
Quem não desembarcou
Dançou na transação dormindo
E como eu fui o tal velho bandido
E vou ficar matando rato pra comer
Dançando rock pra viver
Fazendo samba pra vender… sorrindo

 

Um doce café frio

Um doce café frio

Por Gilberto da Silva

 

Quem me chamou para um café, e não foi? Quem acendeu um pavio e o deixou ao vento morno das manhãs? Coisas do destino.

Aquele pó já está ficando velho e o cheiro já foi embora. Não há mais pó? Nem água?

Aos poucos, cafés, mensagens, telefonemas se dissipam no horizonte das manhãs.

Quem foi que me deixou com uma xícara na mão, saboreando as quenturas do líquido negro da paixão?

Entre palavras mais ou menos ditas, malditas ou bem profetizadas, aqueles cafés quentinhos das tardes ficaram registrados em poucas linhas manuscritas.

Esfriaram também as filas dos cinemas, as músicas, o doce caminhar pelos bosques e praças. Pior que o frio são as águas que descongelam levando para longe os restos. Os restos da imaginação.

10º Simpósio de Comunicação na FAPCOM

Topo_site_X-Simpósio-de-Comunicação-2-1

Diante do cenário contemporâneo, a FAPCOM – Faculdade Paulus de Comunicação – reúne nomes de referência da comunicação e da reflexão intelectual do país para discutir os desafios políticos, a crise social, econômica e o papel das mídias e da cultura na América Latina.

 

Programação 

21/08

19h30

Análise de conjuntura – a atuação dos meios de comunicação: Deputada Luiza Erundina

Mídias sociais, crise política e a direita 2.0: Prof. Dr. Wilson Gomes


22/08

8h às 11h

Das veias abertas à solidão na América Latina: Prof. Dra. Joana Rodrigues e Prof. Dr. Alexandre Barbosa

19h30

A comunicação e os golpes na América Latina: Prof. Dr. Emir Sader

Mobilização conservadora das Mídias a partir de 2001: Prof. Dr. Vladimir Safatle

 

 

Faculdade Paulus de Comunicação

Rua Major Maragliano, 191 | São Paulo – SP | 04017-030

Próxima às estações Vila Mariana e Ana Rosa do Metrô.

fapcom.edu.br | 2139 8500 | 0800 709 8707

Curso: Resíduos Sólidos: da coleta à destinação final

Curso validado nº 026/2017 para promoção e progressão funcional.

A importância dos Resíduos Sólidos é antiga e foi formalizada somente em 2010, com a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (BRASIL, 2010). De acordo com a Política Nacional de Educação Ambiental (1999), é de responsabilidade de todos os cidadãos qualquer mudança necessária para a preservação Ambiental e a questão dos resíduos está inserida neste contexto.
Porém, como mudar este cenário?
Para começar, é importante termos ideia da situação pela qual passa o Brasil, em termos de resíduos. Em dez anos, ocorreu aumento de cerca de 30% da produção de resíduos e praticamente metade destes foi para lixões e/ou aterros (ABRELPE, 2014), o que implica em riscos à Saúde e ao Meio Ambiente.
Além disto, cada brasileiro produz, em média, 1 quilo de resíduo por dia (AGÊNCIA BRASIL, 2015).
Somente após os cidadãos terem contato com estes dados, será possível a mudança de comportamento, atendendo um dos objetivos da política Nacional de Resíduos Sólidos, que é “a não geração, redução, reutilização, reciclagem e tratamento dos resíduos sólidos, bem como disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos”, que é um dos objetivos, também, do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos do Município de São Paulo (SÃO PAULO, 2014).
Desta forma, torna-se imprescindível que a UMAZPAZ, que é o Departamento de Educação Ambiental da SVMA, ofereça aos munícipes condições para que esta mudança comportamental ocorra, de modo a minimizar os efeitos insalubres da disposição inadequada de resíduos sólidos, como, por exemplo, as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, as inundações e as perdas de vida e de matérias, causados por esta situação.

Objetivo Geral
Oferecer condições aos participantes para que sejam capazes de minimizarem a produção de resíduos sólidos

Objetivos Específicos

Oferecer condições aos participantes para que sejam capazes de:
– compreender o problema ambiental causado pela disposição inadequada dos resíduos sólidos.
– conhecer as etapas da coleta seletiva e da disposição final dos resíduos sólidos.
– aplicar, no seu dia a dia, postura de diminuição de consumo e disposição adequada de resíduos sólidos.
– transformar-se em multiplicadores do conhecimento obtido no curso.

OBS.: O CERTIFICADO DO CURSO SERÁ FORNECIDO AOS PARTICIPANTES QUE OBTIVEREM:
• No mínimo 75% de presença no curso;
• No mínimo nota 7,0 (sete) no trabalho em grupo que será apresentado uma banca avaliadora formada por dois professores do curso.

Conteúdo:
1º dia – 1 de agosto
1. Orientações gerais sobre o curso.
Orientações para elaboração do trabalho em grupo, que será apresentado no final do curso.
2. Definição e tipos de Resíduos Sólidos

2º dia – 8 de agosto
1. Situação dos resíduos sólidos no mundo e no Brasil
2. Situação dos resíduos sólidos no município de São Paulo

3º dia – 15 de agosto
Tratamento e disposição final dos Resíduos Sólidos

4º dia – 22 de agosto
1. Legislação sobre resíduos sólidos no Brasil e no município de São Paulo
2. Programa de Educação Ambiental e Comunicação Social em resíduos sólidos (PEACS)

5º dia – 29 de agosto
Elaboração e implantação do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

6º dia – 5 de setembro
Impactos ambientais causados pela disposição inadequada dos resíduos sólidos

7º dia – 12 de setembro
Educação Ambiental no Brasil e no Mundo: histórico e legislação (Políticas Nacional, Estadual e Municipal)

8º dia – 19 de setembro
1. Visita a uma cooperativa de resíduos sólidos (metade da turma)
2. Compostagem (metade da turma)
Obs.: Enquanto metade da turma visita a Cooperativa, das 14h às 17h, a outra metade terá aula de compostagem,, das 14h às 17h.

9º dia – 26 de setembro
1. Visita a uma cooperativa de resíduos sólidos (metade da turma)
2. Compostagem (metade da turma)
Obs.: Inversão das turmas: Enquanto metade da turma (que teve aula de compostagem na aula anterior) visita a Cooperativa, das 14h às 17h, a outra metade (que foi à Cooperativa na aula anterior) terá aula de compostagem, das 14h às 17h.

10° dia – 3 de outubro
Mudança de comportamento e vida sustentável.

11º dia – 10 de outubro
Apresentação dos trabalhos (com banca avaliadora)

12º dia – 17 de outubro
Apresentação dos trabalhos (com banca avaliadora)

13º dia – 24 de outubro
Finalização do curso

Referências bibliográficas

AGÊNCIA BRASIL. Produção de lixo no país cresce 29% em 11 anos, mostra pesquisa. 27 jul 2015.
Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2015-07/producao-de-lixo-no-pais-cresce-29-em-11-anos-mostra-pesquisa-da-abrelpe
Acesso em: 24 ago 2015.
BRASIL. Presidência da República Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Política nacional de resíduos sólidos. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010.
SÃO PAULO (Cidade). Secretaria de Serviços. Plano de gestão integrada de resíduos sólidos da cidade de São Paulo. 2014.
Disponível em:
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/servicos/arquivos/PGIRS-2014.pdf
Acesso em: 17 ago 2015.

Vagas: 80 (40 para funcionários da Prefeitura de São Paulo e 40 para o público em geral)
Seleção: por ordem de inscrição e análise da ficha de inscrição.

Facilitação:

Adão Luiz Castanheiro Martins – Engenheiro Agrônomo – Escola Municipal de Jardinagem (UMAPAZ 1) – DEA/UMAPAZ/SVMA.
Edison Terra Tomazi – Psicólogo com pós-graduação em Políticas Públicas pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, Gerente de Planejamento da AMLURB – Autoridade Municipal de Limpeza Urbana.
Jetro Menezes Cychinigff – Gestor Ambiental, Palestrante em diversas instituições, Diretor de Divisão Técnica da Divisão Técnica do Núcleo de Gestão Descentralizada – Centro-Oeste 1, da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente.
Marcelo Suster – Consultor da ECOUNIVERSO, Eng. de Materiais/UFSCar, com MBAs em Gestão Empresarial/FGV e Marketing/ESPM e Mestre em Tecnologia Ambiental/IPT.
Marcos Roberto Domingues de Oliveira – Gestor Ambiental, Palestrante Programa Ambientes Verdes e Saudáveis (PAVS).
Mirna B. Salazar Camacho – Psicóloga, Assistente Técnico II da Divisão Técnica de Formação (UMAPAZ 3) – DEA/UMAPAZ/SVMA.
Ronaldo Malheiros Figueira – Geólogo – Coordenadoria Municipal de Defesa Civil.
Sergio Henrique Forini – Engenheiro Mecânico – Mestrado na área de Gerenciamento de Resíduos Sólidos – Departamento de Gestão Descentralizada (DGD)– SVMA.
Solange Papini – Bióloga – Supervisões de Vigilância em Saúde (SUVIS) Jabaquara-Vila Mariana.

Coordenação: Mirna Salazar Camacho e Ruth Weg
Público: pessoas que tenham interesse pelo tema

Dias:
1, 8, 15, 22 e 29 de agosto; 5, 12, 19, e 26 de setembro; 3, 10, 17, e 24 de outubro de 2017, terças-feiras.
Horário:
das 14h às 17h.
Local: Sede da UMAPAZ – Parque Ibirapuera. Av. Quarto Centenário, 1268.

Pedestres: Portão 7A.
Estacionamento: Portão 7 da Av. República do Líbano (Zona Azul).

 

Inscrições: aqui

Qualquer alteração na atividade será informada via e-mail aos inscritos.