Morre o ator Claudio Marzo

Cláudio Marzo na novela 'Desejo Proibido', de 2007 (Foto: Divulgação/TV Globo)

Cláudio Marzo na novela ‘Desejo Proibido’, de
2007 (Foto: Divulgação/TV Globo)

O ator Claudio Marzo morreu neste domingo (22),às 5h39, aos 74 anos. O ator sofria de insuficiência respiratória e pneumonia, e estava internado na Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro, desde o último dia 4. Marzo estava enfrentando diversas complicações em seu estado de saúde, incluindo o tratamento de um quadro de arritmia cardíaca e pneumonia em dezembro do ano passado.

Betty Faria, ex-esposa do artista, confirmou a notícia. “É verdade. Claudio morreu na madrugada deste domingo, de uma parada cardíaca. Ele estava com a minha filha [Alexandra] e a mulher ao lado. Ele estava sofrendo”, disse ao “Ego”.

Em fevereiro deste ano, o veterano já havia passado por uma internação por conta de um quadro infeccioso associado à insuficiência renal e enfisema descompensado.

Marzo tinha 25 anos quando recebeu o convite para trabalhar na TV Globo. Ele morava em São Paulo e fazia parte do Grupo Oficina. Ele ainda atuava como dublador da série americana “Mr. Novac”. Foi quando se mudou para o Rio e assinou contrato. Ele fez parte do primeiro grupo de atores contratados pela Globo, inaugurada em 26 de abril de 1965.

“Por coincidência, a Globo tinha comprado esses filmes que eu dublava. Então, já contratado, eu continuava em São Paulo, até terminar as dublagens. Queria ter vindo antes, estava doido para vir para o Rio”, lembrou o ator, em depoimento ao site Memória Globo.

Foi por conta desse pequeno atraso que o ator acabou escalado não para a primeira, mas para a segunda novela da emissora no horário das 19h. Era “A Moreninha”, de Graça Mello, com 35 capítulos.

Ele nasceu no dia 26 de setembro de 1940, em São Paulo, filho de uma família de operários e descendente de italianos. O ator abandonou os estudos aos 17 anos para trabalhar como figurante na TV Paulista. Depois, foi contratado pela TV Tupi. “Deixei até o cabelo crescer para viver o músico, ninguém naquela época tinha cabelo comprido”, disse.

Cena emocionante da morte de Zé Leôncio vivido por Cláudio Marzo no último capítulo de Pantanal. Produzida pela Rede Manchete em 1990 e reexibida pelo SBT em 2008.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s