Concurso fotográfico sobre natureza está com inscrições abertas até 9 de dezembro

Está no ar mais uma edição do Concurso Fotográfico WikiParques, a plataforma colaborativa sobre as unidades de conservação brasileiras. Desde a última segunda-feira (26/11), até o domingo (09/12), os amantes das áreas protegidas brasileiras terão a oportunidade de mostrar os seus talentos fotográficos.

Da cachoeira aos mares de montanhas. Do pinhão ao xique-xique. Da arara-azul ao lobo-guará. As unidades de conservação são palco da diversidade da fauna e da flora nacionais, que guardam paisagens naturais de tirar o fôlego. É essa riqueza natural que deve aparecer nas fotos dos participantes.

Neste ano, a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza entra como parceira na premiação. O vencedor será escolhido por um júri formado pelas equipes do WikiParques e do site ((o))eco. A foto vencedora – revelada no Blog do WikiParques – levará um pacote com quatro livros sobre a natureza – um deles editado pela Fundação Grupo Boticário e o outro sobre a Reserva Natural Salto Morato.

Como participar

Para participar não é preciso uma inscrição formal, basta abrir uma conta no WikiParques e enviar as fotos. Todas as imagens enviadas para o concurso serão incorporadas ao acervo do WikiParques, ficando disponível no site através de uma licença. Basta acessar o site do WikiParques, ler as regras do concurso e enviar as fotos. Para se inspirar é possível também visualizar a galeria na Wiki com as imagens dos concursos anteriores.


Confira abaixo todas as obras  que fazem parte do kit:

Conservando a Natureza do Brasil, de Maria Tereza Jorge Pádua

O período entre o fim década de 1960 e meados dos anos 1980 foi único para as áreas protegidas do Brasil: foram estabelecidos mais de 9 milhões de hectares de unidades de conservação federais, especialmente na Amazônia; criadas as primeiras áreas protegidas marinhas; e implantado um amplo e representativo Sistema de Unidades de Conservação do Brasil. Maria Tereza Jorge Pádua foi uma das protagonistas dessa história e compartilha suas memórias neste livro editado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza – instituição da qual a autora é membro do Conselho Curador desde 1990.

Guia do Observador de Aves – Reserva Natural Salto Morato, de Fernando C. Straube, Leonardo Deconto e Marcelo Vallejos

O Guia apresenta 100 espécies de aves vistas na Reserva Natural Salto Morato, unidade de conservação mantida pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, localizada em Guaraqueçaba (PR), maior trecho contínuo preservado de Mata Atlântica do Brasil. Assinam os textos da obra três reconhecidos ornitólogos brasileiros: Fernando Straube, Leonardo Deconto e Marcelo Vallejos. Com as informações apresentadas de forma leve e de fácil entendimento, sem linguagem excessivamente técnica, é  indicado aos iniciantes na atividade de birdwatching e aos interessados em começar a se aventurar no mundo das aves. Para esses públicos, o livro traz informações sobre como identificar diferentes aves, lista de equipamentos necessários para a atividade, comportamentos de um bom observador, além de dicas de horários e locais mais adequados para a prática.

Guia Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste, de John A. Gwynne, Robert S. Ridgely, Martha Argel e Guy Tudor

“Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste” é o segundo volume da coleção que retrata as aves brasileiras. Com 432 páginas, 927 espécies, 1300 ilustrações, o guia é um produto inédito, fruto do envolvimento dos maiores especialistas de aves da região e de alguns dos melhores ilustradores de pássaros do mundo. Apresenta mapas de distribuição de cada espécie e informa as que estão vulneráveis ou criticamente ameaçadas de extinção. A introdução de 30 páginas descreve os ambientes da Mata Atlântica e os desafios para a sua conservação.

Travessias: uma aventura pelos parques nacionais do Brasil, de Duda Menegassi

A obra é fruto de uma parceria entre ((o))eco e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e traz as reportagens produzidas pela jornalista Duda Menegassi, que percorreu 11 travessias em unidades de conservação federais. As trilhas acompanharam as comemorações dos 10 anos de existência do ICMBio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.