A Sociedade do Espetáculo: Debord, 50 Anos Depois

Em 2017, a principal obra de Guy Debord, A sociedade do espetáculo (SE), completou 50 anos de sua estreia no mercado editorial. A influência dos escritos debordianos, apresentados nessa primeira edição de 1967, já pôde ser percebida no ano seguinte, durante o Maio de 68. Desde então, as 221 teses, organizadas em nove capítulos, vêm servindo de base para o debate sobre a sociedade capitalista em seu ápice, a sociedade do espetáculo. Mas será que uma reflexão de cinco décadas ainda é válida para pensar a contemporaneidade? Na opinião dos autores envolvidos na obra coletiva A sociedade do espetáculo: Debord, 50 anos depois, ainda há muito para se discutir sobre a SE. Com um texto fugidio e cheio de conexões, Debord impõe uma leitura cuidadosa para que suas referências, não expressas de forma clara, possam ser apreendidas. O presente livro caracteriza-se como um esforço interpretativo e coletivo que, longe de se apresentar como definitivo, propõe-se aprofundado o suficiente para atestar a atualidade de um pensador que sempre figurou, a despeito de sua própria vontade, como vanguardista.

Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

No momento temos 5 exemplares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.