Aconteceu no ano passado

Há exato (01) UM ano acontecia a tragédia anunciada do Mineirão. Leiam o que escrevi na revista Partes naquela época:

alemanha_brasil_22

A alma de Barbosa agora descansa em paz

Por Gilberto da Silva

A alma de Barbosa foi lavada. Neste dia 8 de julho traumático e insuportavelmente inesquecível, uma derrota, um vexame, sepulta de vez o fantasma do ex-goleiro. Se ele, no longínquo Maracanã de 1950, ficou condenado por um erro e carregou este fardo durante sua vida. Agora, só lembraremos – e com uma vergonha maior – do dia em que não jogamos nada diante de um escrete alemão afinado – com uma calma impressionante – dando um baile nos desorientados garotos do Felipão. Se antes perguntávamos onde estava o Fred, terminamos aos 90 minutos questionando: onde estava nosso escrete!

Perder faz parte do espetáculo, mas perder de 7 a 1 numa semifinal de mundial em sua própria casa é vexatório.
A Alemanha foi poderosa, eficiente, consistente e, ganhando ou perdendo, ela não vai condenar seu governo ou seus governantes. Ela, a equipe alemã, mostrou-se uma potencia e um time inimigo que soube se aproveitar das fraquezas do adversário.
Se a Copa estava comprada, devolvam o dinheiro! Os urubus agora podem sobrevoar sobre suas presas com todo o apetite que demonstram.

Felipão chamou para si a culpa. “Entendo que foi o pior dia da minha vida, mas continua a vida. A vida deles (jogadores) vai continuar, a minha vai continuar. Eu vou ser lembrado provavelmente por ter perdido de 7 x 1, a pior derrota do Brasil, mas era um risco que eu corria quando assumi a Seleção, a gente tem que assimilar e seguir em frente a nossa vida e é o que vou fazer. Vamos continuar honrando a nossa equipe, jogando o terceiro lugar em Brasília”, disse o treinador. Uma derrota que fará esquecer a vitória de 2002!

Ficamos pelo caminho atordoados pelo belo passeio alemão, pela aula de organização e disciplina tática. A história escreve suas linhas pelos caminhos tortos. Foi preciso um novo Mundial no Brasil para esquecermos a tragédia de 50. Barbosa sorri – ele foi um vice-campeão. Nossa tragédia atual é a sua felicidade no céu.

O ex-goleiro Barbosa, vicecampeão mundial em evento em sua homenagem no CAY, São Paulo

O ex-goleiro Barbosa, vicecampeão mundial em evento em sua homenagem no CAY, São Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s