Livro dos 110 anos da Academia Paulista de Letras traz a biografia dos imortais

Anna Maria Martins e Márcio Scavone a biografia dos imortais – foto: Marcelo Navarro

Os 40 membros da APL escreveram suas próprias histórias de vida

Realizado na noite desta quarta-feira, no auditório da instituição, o evento contou com a presença de intelectuais, como Maria Adelaide do Amaral, que recentemente foi eleita para ocupar umas das cadeiras da APL, de autoridades como o presidente da Imprensa Oficial do Estado, Norival Pântano Junior, de vários integrantes da casa como José de Souza Martins, Roberto Duailibi, Eros Grau, Raul Cutait, Júlio Medaglia, Anna Maria Martins, José Gregori, Dom Fernando Antonio Figueiredo, entre outros.

O Projeto – Feito sob o formato de 25X 29 cm, com 240 páginas, o 110 anos recebeu apoio da Lei Rouanet e patrocínio do Banco Safra. Em sua primeira tiragem – 1500 exemplares -, a obra foi elaborada pelo fotógrafo e acadêmico (cadeira de número 9) Marcio Scavone, e levou três anos para ser concluída. “Sinto-me envaidecido por estar à frente deste projeto, uma vez que procurei instigar cada acadêmico a trazer para o papel a sua impressão, escrevendo sua biografia e ofertando uma citação. Portanto, o livro é uma criação colaborativa. Cada intelectual deixou sua marca pessoal”, afirma Scavone.

Roberto Duailibi, Roberta Matarazzo e Eros Grau. Foto: Marcelo Navarro

Agora, o livro será distribuído nas principais bibliotecas nacionais e instituições de educação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.