CANÇÕES DA INOCÊNCIA

blake

Introdução

A tocar minha flautinha
pelo vale viridente,
vi nas nuvens uma criança
que me disse, sorridente:
“Toque a canção de um Cordeiro!”
E eu toquei com alegria.
“Flautista, toque outra vez”,
e chorava, enquanto ouvia.
“Deixe a flauta, a alegre flauta;
cante canções de alegria”.
Toquei o mesmo outra vez
e o vi chorar quando ouvia.
“Flautista, sente-se e escreva
num livro, que o mundo leia.”
E então desapareceu,
e um caniço eu apanhei,
e fiz dele a minha pena,
e turvei as águas mansas,
e escrevi canções felizes
para alegrar as crianças.

 

William Blake – Canções da Inocência e da Experiência

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s