Decisão consciente | Revista Partes

– Tem certeza, minha filha? – perguntou a mulher mais velha.
– Tenho mãe – respondeu pela terceira vez.
– Tens ideia do quanto a tua vida vai mudar? – e antes que a filha respondesse continuou – Noites sem dormir, uma preocupação constante, o tempo não vai mais te pertencer e nem vou falar da relação com o teu marido. Tudo muda e nem sempre é para melhor.
– Chega, mãe! Pelo amor de Deus do jeito que tu falas parece que a maternidade é um inferno! – disse irritada a mulher mais moça.
A mãe olhou firme para os olhos da filha e com um gesto carinhoso empurrou o cabelo para longe do seu rosto:
– Não é um inferno, mas, às vezes, fica bem próximo disso.
– Tem certeza, minha filha? – perguntou a mulher mais velha. – Tenho mãe – respondeu pela terceira vez. – Tens ideia do quanto a tua vida vai mudar? – e antes que a filha respondesse continuou – Noites sem dormir, uma preocupação constante, o tempo não vai mais te pertencer e nem vou falar da relação com o teu marido. Tudo muda e nem sempre é para melhor. – Chega, mãe! Pelo amor de Deus do jeito que tu falas parece que a maternidade é um inferno! – disse irritada a mulher mais moça. A mãe olhou firme para os olhos da filha e com um gesto carinhoso empurrou o cabelo para longe do seu rosto: – Não é um inferno, mas, às vezes, fica bem próximo disso.

Fonte: Decisão consciente | Revista Partes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s